Lionel Messi ou Cristiano Ronaldo: quem é o melhor jogador do mundo em 2015? Essa é uma pergunta que divide a opinião dos fãs de futebol em todo o mundo. Ambos os jogadores são inegavelmente talentosos, mas qual deles se destacou mais no decorrer do ano?

Comecemos com Lionel Messi. Em 2015, Messi liderou o Barcelona a um sucesso sem precedentes, conquistando cinco troféus: La Liga, Copa del Rey, Liga dos Campeões, Supercopa da Espanha e Supercopa da UEFA. O argentino também foi o artilheiro da Liga dos Campeões pela quinta vez em sua carreira, marcando dez gols em doze jogos. Além disso, Messi conseguiu dez assistências na Liga Espanhola e quatro assistências na Liga dos Campeões.

No entanto, Messi teve momentos difíceis em 2015. Ele sofreu uma lesão no joelho esquerdo em setembro, que o manteve fora de campo por dois meses. Isso pode ter prejudicado seu desempenho na segunda metade do ano, embora ele ainda tenha conseguido marcar dez gols e cinco assistências em oito jogos da Liga Espanhola após sua recuperação.

Por outro lado, temos Cristiano Ronaldo. O português também teve um ano notável em 2015, embora não tenha conseguido tantos títulos quanto Messi. Na Liga Espanhola, Ronaldo marcou 35 gols em 36 jogos, liderando a artilharia da liga pela segunda vez consecutiva. Na Liga dos Campeões, ele marcou nada menos que 11 gols em dez jogos, ajudando o Real Madrid a alcançar as semifinais da competição.

No entanto, Ronaldo também teve alguns momentos difíceis em 2015, especialmente no início do ano. Em janeiro, ele foi expulso e suspenso por três jogos após agredir um jogador do Córdoba, o que pode ter prejudicado sua forma física e mental durante parte da temporada.

Então, quem merece o título de melhor jogador do mundo em 2015? É difícil dizer com certeza. Messi teve mais sucesso em termos de títulos - e, é claro, o Barcelona é um time conhecido por jogar um futebol mais coletivo e baseado em tiki-taka, o que pode ter ajudado Messi a brilhar mais. Ronaldo, por outro lado, teve um desempenho estelar em termos de gols, mas sua equipe não teve tanto sucesso quanto o Barcelona.

Ultimamente, escolher o melhor jogador do mundo é uma questão de preferência pessoal. Ambos Messi e Ronaldo tiveram um ano excelente em 2015, e nenhum dos dois pode ser considerado um candidato ruim para o prêmio. Talvez a melhor solução seja simplesmente apreciar o trabalho desses dois gênios do futebol, em vez de tentar escolher um como o melhor de todos.